Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/06/18 às 13h37 - Atualizado em 13/06/18 às 13h44

OMS lança campanha do Dia Mundial do Doador de Sangue

COMPARTILHAR

A nova campanha da Organização Pan-Americana da Saúde, ligada à Organização Mundial da Saúde (Opas/OMS), para o Dia Mundial do Doador de Sangue de 2018, celebrado a cada ano em 14 de junho, agradece ao empenho dos doadores voluntários não remunerados e busca conscientizar o público em geral da necessidade de mais doações voluntárias regulares para garantir a qualidade, a segurança e a disponibilidade do sangue e seus derivados.

 

O tema da campanha deste ano é “Seja solidário. Doe sangue. Compartilhe vida”. A iniciativa destaca valores humanos fundamentais, como altruísmo, respeito, empatia e generosidade. As transfusões de sangue e de seus componentes ajudam a salvar milhões de vidas todos os anos. Contribuem também para que os pacientes com doenças potencialmente mortais vivam por mais tempo e com melhor qualidade de vida, além de possibilitar intervenções médicas e cirúrgicas complexas. As transfusões têm uma função vital no atendimento materno-infantil, na gravidez e na resposta de emergência no caso de desastres naturais ou causados pelos seres humanos.

 

Os serviços de hemoterapia, que possibilitam aos pacientes o acesso ao sangue e aos componentes sanguíneos seguros e suficientes, são um fator-chave dos sistemas de saúde eficazes. Só se pode assegurar um fornecimento suficiente mediante doações regulares voluntárias e não remuneradas. No entanto, em muitos países os serviços de hemoterapia continuam tendo dificuldade para oferecer sangue suficiente e garantir sua qualidade e segurança.

 

A OPAS/OMS quer mostrar que há pessoas que salvam vidas doando sangue, motivando assim sua continuidade e incentivando pessoas saudáveis que nunca doaram, especialmente jovens, a se engajarem com a causa. São objetivos da campanha:

 

  • Homenagear e reconhecer os doadores de sangue e incentivar aqueles que ainda não doaram a que o façam;
  • Conscientizar o público de que a doação é uma ação altruísta, que beneficia toda a sociedade, e de que o fornecimento só é suficiente com a doação regular, voluntária e não remunerada;
  • Destacar que é necessário se comprometer com a doação durante todo o ano para manter um fornecimento suficiente e alcançar a autossuficiência nacional;
  • Enfocar a doação como manifestação da participação da comunidade no sistema de saúde e a importância dessa participação na manutenção de um fornecimento de sangue suficiente, seguro e sustentável;
  • Promover a doação de sangue como manifestação da solidariedade comunitária, da coesão social e do cuidado de uns com os outros;
  • Incentivar a colaboração internacional e garantir um consenso mundial com relação aos princípios da doação voluntária não remunerada a fim de aumentar a segurança do sangue e de sua disponibilidade.

 

No âmbito mundial, o país sede do evento do Dia Mundial do Doador de Sangue 2018 é a Grécia, por meio de seu Centro Nacional Helênico de Sangue, na cidade de Atenas. Na Região das Américas, a República Dominicana sediará o evento.

 

Com esse gesto, reconhece-se o esforço envidado nos últimos anos para organizar os serviços hematológicos, com a criação do primeiro hemocentro regional no país para fortalecer as redes integradas de serviços de hemoterapia a fim de garantir a disponibilidade e o acesso oportuno a sangue seguro para toda a população que dele precise. Mais informações estão disponíveis no link www.paho.org/dmds2018.

 

Fonte: Organização Pan-Americana da Saúde (Opas)

Fundação Hemocentro de Brasília - Governo de Brasília

FHB

Setor Médico Hospitalar Norte, quadra 3, conjunto A, bloco 3. Asa Norte, Brasília-DF. CEP: 70.710-908.