Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
21/06/13 às 13h08 - Atualizado em 27/11/18 às 17h03

Doença Falciforme é tema de encontro no Hemocentro

Evento pretende reunir profissionais de saúde para integrar pacientes e profissionais de saúde e disseminar informações sobre o tema.

A Fundação Hemocentro de Brasília promoverá, amanhã (21), a partir das 9h, um encontro para disseminar informações sobre a Doença Falciforme por meio de palestras e troca de conhecimento entre profissionais de saúde e pacientes. O evento contará com um momento de integração, seguido por duas palestras. A primeira terá como tema “Construindo uma Política para a Atenção Integral à Saúde dos Pacientes com Doença Falciforme no Distrito Federal” e será realizada pelo médico hematologista José Antonio Vilaça com a participação de Èlvis Silva Magalhães, presidente da Associação Brasiliense de Pessoas com Doença Falciforme (ABRADFAL-DF).

A segunda palestra será proferida pela médica hematologista Margarete Barbosa Daldegan que falará sobre o tema “Anemia Falciforme no Adulto”. Logo em seguida, será aberto um espaço para debate e troca de informações entre os presentes, a ABRADFAL-DF e os profissionais de saúde do Hemocentro de Brasília.

          O que é a Doença Falciforme?

A Doença Falciforme é um das doenças hereditárias mais comuns no mundo e sua mutação teve origem no continente africano, podendo ser encontrada em populações de diversas partes do planeta. No Brasil, devido à grande presença de afrodescendentes a Doença Falciforme constitui um grupo de doenças e agravos relevantes. A incidência de nascidos vivos com a doença falciforme no país é de 1 para mil. Em alguns estados brasileiros, onde há mais cidadãos da raça negra, como a Bahia, a prevalência é de 1 para 650 habitantes.

No Distrito Federal, a Fundação Hemocentro de Brasília tem, conforme Portaria nº 54 de 14 de abril de 2011, a competência de gerir o cadastro de pacientes portadores de Coagulopatias Hereditárias, Doenças Falciformes e outras Hemoglobinopatias além de constituir o Comitê Técnico de Hemoglobinopatias Hereditárias do DF (Portaria nº 137 de 2 de agosto de 2011), que realiza estudos e propõe a reorganização do modelo de atenção à saúde desses pacientes. Por essas determinações, a FHB está coordenando, desde o início do mês, o cadastro, no Distrito Federal para mapear quem são e onde estão essas pessoas e propor uma política de saúde dirigida a esse grupo de pacientes. Até o momento, 218 pessoas se cadastraram aqui no Hemocentro que, somadas aos 800 já cadastrados no Hospital da Criança e 500 no Hospital de Base do DF já somam mais de 1500 pessoas.

RESULTADO DO CADASTRO : 179 pessoas cadastradas : 36 na FHB, 84 na ABRACE e 40 no Hospital de Base.

A Doença Falciforme é um das doenças hereditárias mais comuns no mundo e sua mutação teve origem no continente africano, podendo ser encontrada em populações de diversas partes do planeta. No Brasil, devido à grande presença de afrodescendentes a Doença Falciforme constitui um grupo de doenças e agravos relevantes. A incidência de nascidos vivos com a doença falciforme no país é de 1 para mil.

BAHIA                                     1 :    650

RIO DE JANEIRO                     1 : 1.300

PE,MA,MG E GO                     1 : 1.400

ESPÍRITO SANTO                    1 : 1.800

SÃO PAULO                            1 : 4.000

R.GRANDE SUL                       1 : 11.000

SC E PARANÁ                         1 : 13.500

21062013800x600

 

 

 

 

 

 

Fundação Hemocentro de Brasília - Governo do Distrito Federal

FHB

Setor Médico Hospitalar Norte, quadra 3, conjunto A, bloco 3. Asa Norte, Brasília-DF. CEP: 70.710-908.